domingo, outubro 12, 2014

Por uma cultural rodoviária*

Imagem em anexo retirada daqui

Todos os que usam a via pública devem comportar-se responsavelmente, não importa se andam a pé (peões/pedestres), se conduzem/dirigem qualquer tipo de veículo: seja carro, mota, bicicleta, camião/caminhão, comboio/trem, metro/metrô, autocarro/ônibus, eléctrico/bonde, táxi... ou outro qualquer, seja o seu carro particular seja um meio de transporte público colectivo.
Claro que um motorista que guie um autocarro, por exemplo, deve ter uma condução ainda mais responsável, sublinhando-se que por motivos profissionais ainda deve ser mais cuidadoso, já que transporta ao seu cuidado 10, 30 ou 60 pessoas... não importa aqui o número ou quantidade, até pode levar apenas uma pessoa!

Cumprir o que está correcto... pela nossa segurança ou por medo da multa?
Dar prioridade ao peão na passadeira/faixa de pedestre, é regra e deve ser cumprida, não apenas se há polícia por perto.
Passar fora da passadeira de peões/faixa de pedestre é um risco desnecessário, é muito mais seguro passar na mesma... mesmo quando como em algumas cidades (e países) por regram não respeitam o peão.
Sinalizar a mudança de direção é obrigatório, não é opcional, os demais utentes da via pública têm direito a ser avisados do que vamos fazer e não ser surpreendidos por uma manobra inesperada… e nem sempre temos tempo para evitar um acidente.

Usar cinto de segurança ou não?
Não é, não pode se opcional, o não uso do cinto de segurança implica um risco (que pode ser mortal) para o condutor, nada justifica o seu não uso.


Uso da cadeira para as crianças...
A cadeira é e deve ser obrigatória a bem das crianças que transportámos.


O uso do capacete no caso dos motociclistas...
O uso não é opcional é obrigatório, não se deve usar para evitar a multa, mas para prevenir maiores riscos para a vida em caso de acidente.
Já é mau que um motociclista não use capacete… mas conseguem imaginar, quatro pessoas numa mota? Dois adultos e duas crianças… todos sem capacete!? Já vi, ninguém me contou!


A segurança do carro... o estado dos pneus...
Conduzir com os pneus "carecas" é um risco desnecessário, pode provocar acidentes mortais, é pois necessário estar atento ao estado dos pneus... tal como ver se têm ar, por exemplo...


As ciclovias, os passeios e outras vias exclusivas...
Uma ciclovia se está bloqueada por um carro mal estacionado ou um passeio, deixa de servir para o que deveria servir e obriga os ciclistas e os peões a usar a estrada, pior em relação às pessoas que circulam com mobilidade reduzida, como as pessoas em cadeiras de rodas ou quem anda com carrinhos de bebés... colocando em risco a sua vida... se a faixa rodoviária que está destinada em exclusivo aos transportes públicos é usada indiscriminadamente por todos, deixa de ser uma via exclusiva e prioritária...
Um carro estacionado junto a um cruzamento dificulta a visibilidade, obriga os veículos a irem até ao meio da via para ter visibilidade, o que obviamente potencializa o risco de acidentes.


Condução defensiva...
Ensinou-me o meu pai e pensa assim qualquer outro instrutor de condução automóvel responsável... a condução tem de ser defensiva. 
Há peões que se atiram para a passadeira quase sem olhar para a estrada, para ver se vêm carros... como têm prioridade... não é preciso... um dia corre mal...
Ter uma condução defensiva não significa andar a passo de caracol, prejudicar o trânsito com uma marcha demasiado lenta... significa respeitar as regras, as prioridades, os limites de velocidade e... não arriscar.


Parar e estacionar...
Estacionar em cima duma passadeira, em cima dum cruzamento, em cima dum passeio, dos carris do eléctrico... além de ser proibido é um risco para todos.
Estacionar na estrada, pisando um carril da via por onde transita um eléctrico significa este transporte público tem de parar, já que não se pode desviar, isto enquanto o dono do carro aparece para desimpedir a via, entretanto se se trata duma rua estreita, todos param, (des)esperando devido a um erro grosseiro de alguém com falta de civismo… 
Provavelmente já todos nos vimos na necessidade, pontual, de parar em segunda fila, por não haver estacionamento e afinal só vamos demorar um ou dois minutos, pior do que isso é quando deixa de ser... pontual e passa a ser a regra... mesmo quando há estacionamento perto ou então à manhoso... tapar um carro para quem alguém que queira sair apite... e consiga depois estacionar nesse lugar!


Passar com o sinal vermelho na passadeira de peões? 
Várias atitudes... 
Uma delas é inatacável: passar no verde e parar SEMPRE no vermelho.
Uma delas para ser usada com moderação se for a escolha: já nos aconteceu a todos, estamos numa rua deserta (ou quase), com boa visibilidade... para quê esperar que abre o sinal verde... aqui tomo duas posturas... se vou sozinho posso atravessar a rua, se levo uma criança pela mão, NUNCA atravesso não importa se há ou não trânsito, para que a criança aprenda a respeitar e porque não irá entender que lhe diga... "olha, eu posso passar, porque sou adulto e não há carros, mas tu NUNCA passes o vermelho"... por isso nesses casos NUNCA abro excepção.


O uso do passeio pelos peões...
O uso do passeio não pode, nem deve, ser visto como um espaço que pode ser usado pelo peão... é, e só, de uso exclusivo e obrigatório do peão, não pode usar a estrada, pelo seu bem, se ocupa uma parte da estrada, além de correr o risco de ser atropelado, provoca que os automobilistas se tenham de desviar da sua faixa de rodagem, invadam a faixa do lado, podendo também provocar acidentes.
Por vezes o passeio está obstruído, nesse caso e quando acontece não há alternativa, que use a estrada, sempre com cuidado nessas partes, regressando ao passeio logo que possível.
Há pessoas que acham que se anda melhor na estrada, por estar mais desimpedida, do que nos passeios, se assim acham, a fazê-lo que o façam quando não se fazem acompanhar por crianças, se querem correr riscos desnecessários que o façam sozinhos, mas não cultivem maus hábitos nos miúdos, mais uma vez não vão entender a dupla moral: "quando andes sozinhos usa sempre o passeio"... é perigoso andar na estrada! 
Por vezes, não há passeios, obviamente que o conselho não se aplica neste caso.


Conduzir sem documentação...
É proibido e dá origem a multa... pelo que simplesmente não pode acontecer, ainda que seja por esquecimento é de evitar.


As multas e as "alternativas"...
Chamemos-lhes "alternativas"... alguns não se importam com a multa, recorrem a uma "alternativa" e assim levam a vida... torna-se um hábito de vida e quando querem uma autoridade incorruptível é demasiado tarde, essa "autoridade" vai querer o habitual, já não é o cumprimento da Lei o que lhe importa... mas outros "valores"...


O que se passa em Guadalajara, no México (breves notas para um artigo mais aprofundado, o qual será incluído no meu novo livro)?
A maior parte dos motoristas dos autocarros esquecem-se que transportam pessoas: conduzem como loucos, curvam como se o fizessem com um carro de F1, param na segunda ou terceira faixa para deixar sair passageiros... comem, bebem, fumam, vão na conversa que os utentes... conduzem de portas abertas, arrancam sem que os passageiros estejam agarrados, provocando quedas e passam sinais vermelhos (já para não falar que nunca abrandam com o sinal amarelo)...


Urge mais cultura rodoviária e civismo nas nossas ruas… e vigilância das autoridades.

Sobre a vigilância das autoridades… prevenção e repressão… 
Não basta colocar as câmaras fotográficas para multar quem vai em excesso de velocidade. 
É necessário por a tónica na prevenção, insistir via pedagógica, sem procurar desenfreadamente a caça à multa. 
Onde estão as autoridades? Uma vez mais o caso mexicano, na Cidade do México, vê-se a presença da polícia nas ruas, em Guadalajara, é raro ver polícias a pé, quase sempre em carro, normalmente a alta velocidade, nem, sequer nos cruzamentos das ruas mais movimentadas… não devem conhecer o conceito de “policiamento de proximidade”… muitos cidadãos só cumprem as regras se sentem a polícia por perto, se nunca a vêm…



P.S.
1) O "Código da Estrada" português: http://www.ansr.pt/default.aspx?tabid=256 
2) Mais em: http://www.prp.pt 
3) Imagem em anexo retirada daqui: 

Etiquetas: , ,

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home

Divulgue o seu blog! Blogarama - The Blog Directory Blogarama - The Blog Directory TOP 100 WEBLOGS